Você está em
Home > Notícias > BRASKEM ANUNCIA ESTUDOS NA ÁREA DE RECICLAGEM QUÍMICA

BRASKEM ANUNCIA ESTUDOS NA ÁREA DE RECICLAGEM QUÍMICA

 

 

Braskem anuncia estudos na área de reciclagem química

Ações visam a reutilização de plásticos pós-consumo na indústria

Buscando soluções que contribuam para a economia circular e o desenvolvimento sustentável, a Braskem anuncia parcerias para desenvolvimento de tecnologias na reciclagem química, focando em transformar os plásticos pós-consumo, como o de sacolinhas de mercado e filmes de embalagens de salgadinhos e de biscoitos, novamente em produtos químicos que podem ser utilizados em diversas cadeias de valor com benefício para sociedade. A Braskem, uma empresa reconhecida como líder em inovação (histórico de sucesso em química renovável) coloca novamente o seu conhecimento e compromisso no esforço de mover a indústria em direção da economia circular.

As parcerias visam o aprofundamento no estudo de tecnologias que possibilitem a transformação de plásticos com maior dificuldade de serem reciclados mecanicamente, em novos produtos químicos. As pesquisas estão sendo realizadas com a parceria do EngePol – Laboratório de Engenharia de Polímeros da COPPE/UFRJ (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro), Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos (SENAI CETIQT) e Cetrel (empresa de serviços ambientais que iniciou suas operações em 1978, juntamente com as indústrias do Polo Petroquímico de Camaçari).

À medida que nos esforçamos para alcançar uma real economia circular, reconhecemos os desafios e limitações que as tecnologias tradicionais de reciclagem apresentam. A Braskem está comprometida em desenvolver, implementar e oferecer soluções sustentáveis. A reciclagem química e seu potencial para superar todos esses desafios e limitações nos permitirão alcançar este objetivo. Estamos acelerando esses esforços por meio de parcerias e colaborações com outras empresas que tenham o mesmo pensamento para que possamos alcançar estas metas o mais rápido possível“, explica Gus Hutras, responsável pela área de Tecnologia de Processos da Braskem.

Esta nova vertente tecnológica complementa as iniciativas a favor da Economia Circular que a Braskem acaba de assumir. Trata-se de um conceito de processo produtivo que contempla a redução, a reutilização, a recuperação e a reciclagem de materiais, formando um ciclo sustentável desde a produção até a reinserção em um novo processo produtivo.

Os estudos na área de reciclagem química seguem os princípios de atuação da Braskem, que utiliza a inovação a serviço de soluções sustentáveis. Queremos a cada dia desenvolver negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos“, comenta Fabiana Quiroga, responsável pela área de Reciclagem. “O diferencial da reciclagem química é que a partir dela o resíduo plástico descartado será processado e transformado em uma matéria prima novamente, que dará origem a novos plásticos“, conclui.

Com o objetivo de agregar valor ao material feito a partir de resina reciclada, a Braskem mantém, desde 2015, a plataforma Wecycle, que combina a necessidade de descarte adequado com a demanda do mercado por matérias-primas sustentáveis. A ação busca desenvolver negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias, trazendo confiabilidade e qualidade ao desenvolvimento de produtos, soluções e processos que envolvam todos os elos da cadeia do plástico, fomentar negócios e iniciativas que envolvam a reciclagem.

Iniciativas da Braskem a favor da Economia Circular 
Maior produtora de resinas plásticas das Américas e líder mundial na produção de biopolímeros, a Braskem definiu uma série de iniciativas globais para impulsionar a Economia Circular na cadeia de produção de produtos transformados plásticos. Intitulado “Posicionamento da Braskem em Economia Circular”, o documento define iniciativas para o desenvolvimento de parcerias com os clientes na concepção de novos produtos para ampliar e facilitar a reciclagem e a reutilização de embalagens plásticas, especialmente as de uso único. Ele contempla ainda o avanço de investimentos em novas resinas de origem renováveis, como o Plástico Verde feito à base de cana-de-açúcar, e o apoio a novas tecnologias, modelos de negócios e sistemas de coleta, triagem, reciclagem e recuperação de materiais.

A Braskem convida seus clientes e demais interessados a unir esforços. As iniciativas também englobam a promoção o engajamento de consumidores a programas de reciclagem por meio de ações educacionais de consumo consciente, o uso de ferramentas de avaliação de ciclo de vida e o apoio a ações para melhoria do gerenciamento de resíduos sólidos a fim de prevenir o descarte de lixo nos mares.

A Braskem se compromete também a reportar os progressos dessas iniciativas em seu Relatório Anual. Para conhecer o “Posicionamento da Braskem em Economia Circular”, acesse o link www.braskem.com/economiacircular .

Fonte: CDN Comunicação / Braskem

 

 

 

Deixe uma resposta


Top