Você está em
Home > Notícias > COIM SE CONSOLIDA NO MERCADO DE ELASTÔMEROS

COIM SE CONSOLIDA NO MERCADO DE ELASTÔMEROS

 

OFERECEMOS FABRICAÇÃO DE MOLDES PARA INJEÇÃO PLÁSTICOS

 

 

Tecnologia de ponta e atendimento personalizado consolidam COIM no mercado de elastômeros

Novo reator da linha teve investimento de R$ 5 milhões e começou a funcionar este mês.

Nos últimos anos, a COIM (Chimica Organica Industriale Milanese) tem investido em tecnologias de ponta para modernização de suas linhas e consequente desenvolvimento de soluções que estejam de acordo com as necessidades de seus clientes. Não à toa, a empresa consolidou sua presença na indústria química e conquistou uma importante fatia do mercado, tornando-se referência do setor.

Hoje, é impossível falar sobre a utilização de elastômeros em suas mais diversas formas de aplicação sem que os produtos da COIM e sua reconhecida qualidade sejam mencionadas.

Na América Latina, o mercado de elastômeros de poliuretano é de aproximadamente 6.000 toneladas/ano. O Brasil representa, dentro desse volume, 40% da produção total. Sabendo da importância do país nesse cenário, a COIM tem colhido bons resultados de suas incursões com a matriz brasileira.

O reator que agora passa a integrar o Site da empresa ampliará a capacidade produtiva em 40%, permitindo à multinacional manter o atendimento no Brasil e sustentar as demandas dos clientes de toda a América Latina.

Nos últimos 4 anos, o market share da empresa saltou de 9% para 41% Os investimentos realizados pela COIM a tornaram líder do mercado. Parte desse bom resultado se deve ao início da produção de insumos altamente procurados pelos clientes: “Os pré-polímeros base MDI e Sistema Spray, a indicação de produtos específicos para as necessidades de cada cliente, além de um intensivo programa de assistência técnica e vendas foram os indicadores que pontuaram mais positivamente para que atingíssemos essa fatia do mercado.”, explica Ari Sales Bento, gerente de negócios da COIM.

Como forma de tornar o trabalho ainda mais eficiente, a COIM modernizou o seu laboratório em Vinhedo/SP. Além dos já tradicionais testes químicos, de liberação dos produtos, a empresa comprou equipamentos para realizar testes físicos dos elastômeros: “Contamos com alta tecnologia para a realização dos testes de tração, abrasão, fadiga e outras características dos nossos produtos. Isso garante a qualidade e segurança para os nossos clientes. Com um equipamento de última geração, fazemos também a identificação de poliuretanos por infravermelho. Por meio da comparação entre as informações coletadas após a medição e as cadastradas no banco de dados, conseguimos reconhecer as especificações do material que temos em mãos. Isso dá mais clareza ao cliente para comprar e utilizar os produtos em seus projetos.”,pontua.

A novidade permite maior personalização do atendimento, uma vez que, ao sua capacidade de produção, a COIM também conseguiu ter mais disponibilidade de produtos em menor tempo. “Os investimentos da COIM sempre visam oferecer o que há de melhor em tecnologia, assistência técnica e vendas aos clientes. Estamos na vanguarda em qualidade, que sempre oferecemos, e também em quantidade. A disponibilidade até o ano passado era de 1 reator de 5 ton. Com o inicio deste novo reator estamos duplicando nossa capacidade produtiva. Hoje temos a maior capacidade produtiva instalada na America Latina e podemos atender todas as necessidades atuais, bem como os grandes projetos previstos para os próximos 3 anos. Mesmo assim, caso o mercado tenha um acréscimo exponencial, a COIM tem disponível um reator multipropósito de 12 ton que pode ser alocado para esta necessidade emergencial.” finaliza.

De olho no futuro

A COIM investiu de forma massiva no desenvolvimento de novos produtos, como as tintas 100% PU, e aparelhamento e modernização de equipamentos para outras linhas. A empresa pretende nos próximos anos expandir sua capacidade produtiva. “Queremos aumentar nossa fábrica de INK. Além disso, teremos mais reatores para adesivos. Também estão previstos mais reatores para a linha Glicexter.”, explica José Paulo Victorio, presidente da COIM Brasil.

Em tempos de crise, o aporte destinado às novidades da COIM é generoso. Devem ser investidos mais de 3 milhões de euros nos próximos anos. “Esse é um valor que já vinha tinha sido programado por nós. É um sinal de que a COIM Brasil está no caminho certo, pronta para atender aos clientes que já possuímos e expandir nossas atividades de forma coesa.”, explica.

Além do investimento na área produtiva, a COIM injetou mais de USD 200.000,00 só na melhoria e implementação de um novo local para o laboratório, aquisição de uma máquina automática e novos equipamentos auxiliares. Esse incremento dará maior versatilidade nos novos desenvolvimentos e aplicações do poliuretano Imuthane, e disponibilizará a realização de testes e treinamentos aos clientes.

Fonte: Thema RP

 

OFERECEMOS FABRICAÇÃO DE MOLDES PARA INJEÇÃO PLÁSTICOS

 

 

 

 

 

“>

Deixe uma resposta


Top