Você está em
Home > Moldes > CONSIDERAÇÕES PARA FECHAMENTO DO MOLDE

CONSIDERAÇÕES PARA FECHAMENTO DO MOLDE

 

Considerações para fechamento do molde

A construção de um ferramental de moldes está sujeita a varias etapas de montagem, a união e fixação de componentes, exige do profissional a certificação de que os encaixes estão sendo efetuados de maneira correta, pois a não conformidade acarreta desvio no alinhamento das peças e no conjunto como um todo.

A montagem correta, além de permitir o alinhamento, facilita quando necessário, os futuros trabalhos de manutenção a serem executados. Quando da montagem do porta molde, o alinhamento e folgas dentro do permitido, mantém a qualidade do conjunto e sinaliza um bom preparo para a fase de fechamento final do molde, fase está onde se faz o ajuste principal, entre macho e fêmea ou formas que reproduzem as faces interna e externa do produto moldado.

A qualidade e tipo de máquinas disponíveis para a execução dos serviços têm influência direta na qualidade final das peças sendo que quanto mais recursos houver, com certeza, melhor o desempenho na fabricação.
O que é fechamento do molde?

Para entender o que significa fechamento do molde, podemos imaginar como a montagem de todos os componentes que são porta molde, componentes diversos, cavidades (macho e fêmea popularmente conhecidos), sistemas de extração, sistemas de alimentação (câmara quente opcional), considerando o conjunto como pronto.

Ás vezes durante a leitura de artigos relacionados a moldes de injeção, o profissional qualificado pode estranhar alguns pontos observados ou a forma como são até explicados, porém o iniciante não pensa da mesma forma e ainda traz consigo uma outra visão que deve ser respeitada. As condições que cada um encontra para a fabricação são diferentes e o dia a dia mostra isso.

O termo fazer fechamento do molde pode significar também, executar os ajustes necessários de toda a montagem sendo o mais importante deles, os ajustes que envolvem as formas ou cavidades com seus pares, e também as faces de produto das gavetas (ou cursores) quando houver.

As regiões ou superfícies consideradas como áreas de fechamento nas cavidades dos moldes de injeção são aquelas que ao permanecerem juntas, com o molde fechado, não permitem a passagem ou entrada de matéria prima plástica e que após o processo de injeção, com a abertura do molde, acabam determinando o perfil do produto, furos e detalhes que permitem a visualização da face interna do produto ou ainda, a passagem de luz.
Para a fase do fechamento final, existem equipamentos próprios (tipo prensa) para o movimento de abrir e fechar e também com movimento laterais das partes do molde, porém há empresas que se utilizam ainda dos recursos de talha e ponte rolante.

No inicio da montagem do molde o acerto dos centralizadores é importante para corrigir, possíveis desvios de folga excessiva em algum ponto do conjunto. Todos os itens devem ser montados em função das definições referentes a cavidades ou machos. Todo ajuste final deve ter como referencia as formas, sendo mais importante ainda esta consideração, quando houver um numero maior de cavidades, que sendo de um mesmo produto devem permanecer idênticos. As gravações ou identificação em formas ou postiços devem existir em função de localização para montagem, para que peças ajustadas entre si permaneçam sempre montadas juntas.

O acompanhamento do jôgo de tolerância para mais ou menos, dentro do possível ajuda bastante na fase de fechamento. O uso da faixa de tolerância para mais e menos, desde que definidos, elimina trabalho de ajustes desnecessários.

Em muitos casos é recomendado que somente após o fechamento feito entre as formas, comecem a serem colocados postiços que também necessitam de ajustes no caso de fechamento, peças como pinça, que colaboram na formação da cavidade ou macho, também podem ser ajustadas sem a necessidade do conjunto montado completo.
A experiência do projetista é importante e a utilização dos novos recursos tecnológicos, pode facilitar ainda mais a tarefa de projetos. Com referencia a pontos ou áreas de fechamento já é possível que seja fabricado pronto para que somente os detalhes sejam trabalhados ou retocado, para eliminar possíveis interferências entre as faces. Através de medição em pontos pré-determinados do perfil, os detalhes com relevo complexo já podem sair prontos de máquina.

Para o ajuste final de gavetas, é interessante que seja feito um pré- ajuste com as formas ou cavidades. No pré-ajuste são eliminadas as pequenas deformações de superfície de fechamento que possa alterar o encosto das faces em 100%. Estas deformações podem ser provenientes de eletrodos que se gastaram em demasia ou mesmo de fresa que se desgastaram ou ainda falta de calibração das medidas, por meio de esféras ou outros meios.
Na sequência de montagem, devem ser feito os ajustes de localização das gavetas nos trilhos, e guias junto à base, utilizando-se como referencia as formas. É obvio que para correção, deve ser considerada a espessura da guia, a diferença de medida entre o centro da gaveta e detalhe da cavidade, mais a folga necessária para trabalho e deslize da gaveta. São casos em que o projetista deve optar em deixar reservas mínimas, nas guias de assento das gavetas (0,05).

Os recursos de máquinas têm bastante influência, tanto que há moldes que exigem praticamente nada para que se faça o fechamento do mesmo. Quando não se tem todos os recursos, existem casos em que é vantajoso haver um planejamento para que se faça um pré-fechamento entre as formas, de forma manual, e neste caso, são feitos alojamentos para pinos de guia que servirão para a união dos conjuntos, utilizando se os mesmo com a função de bucha e coluna. É ideal que sejam quatro pinos bem distribuídos.


Onde passar tinta ou pasta de ajuste?

Quando houver esta condição e necessidade de pré-ajuste manual entre as formas, ocorre a necessidade do uso de tinta ou pasta de ajuste (azul da Prússia), para que com o fechamento as partes que se tocarem, deixam marcas para o devido ajuste. Assim, a pasta deve ser passada na face que não vai ser retocada ou trabalhada (A), aquela onde de preferência o pino está preso.

Cabe ao projetista, determinas os pontos onde são necessários reservas para ajuste no molde, sendo que deve ser colocada indicação em desenho. Em alguns casos no fechamento, quando a área de fechamento for grande, é indicado que a mesma seja diminuída, com criação de uma faixa (ou pista) de fechamento.

Geralmente a pista é aplicada em caso de perfis complexos das formas ou quando são muitas as cavidades montadas no mesmo molde. A intenção é dar prioridade aos pontos que realmente necessitam do fechamento. Com a diminuição da área de fechamento. Com a diminuição da área de fechamento, pressão se concentra na pista a região de alivio pode acolher possíveis resíduos gerados e ate mesmo facilitar a execução das saídas dos gases. A faixa de fechamento (ou pistas) no perfil do produto pode ser utilizada também nas gavetas que contribuem na formação do produto. Na fabricação dos alívios, observar em qual das faces se trona mais econômico, desde que não se afete a qualidade dos componentes e no geral, do molde.

 

Publicação Autorizada ao Portal Moldes Injeção Plásticos

Hamilton Nunes da Costa
Matrizeiro Especializado em Moldes
Técnico mecânico
CREA 126.785

 

Top