Você está em
Home > Notícias > EMPRESÁRIOS DO SETOR DE PLÁSTICOS CAPIXABA VÃO AO SUL CONHECER NOVAS TECNOLOGIAS E INOVAÇÕES

EMPRESÁRIOS DO SETOR DE PLÁSTICOS CAPIXABA VÃO AO SUL CONHECER NOVAS TECNOLOGIAS E INOVAÇÕES

 

Empresários do setor de Plásticos capixaba vão ao Sul conhecer novas tecnologias e inovações

Missão empresarial visa potencializar a competitividade do setor no Estado

Empresários de micro e pequenas empresas do setor de Plásticos capixaba participaram de uma missão técnica empresarial no Rio Grande do Sul entre os dias 7 e 9 de novembro. A viagem faz parte do Programa de Qualificação das Indústrias do Plástico (PQIP), promovida pelo Sindicato da Indústria de Material Plásticos do Espírito Santo (Sindiplast-ES) em parceria Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae-ES).

Durante a missão, o grupo visitou o Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul (Sinplast-RS), as instalações do Centro de Tecnologia e Inovação da Braskem, o Instituto Senai de Inovação de Engenharia de Polímeros de São Leopoldo e a empresa Fitesa, do Grupo Évora. “Nosso foco durante as visitas foi fazer o benchmarking, identificando processos, produtos e práticas de gestão que possam potencializar a competitividade do setor de Plásticos no Espírito Santo“, afirma o presidente do Sindiplast-ES, Gilmar Régio.

Dez empresários participaram da missão técnica empresarial. Na visita ao Sinplast-RS, conheceram as práticas sindicais, programas e projetos da instituição, que congrega cerca de 800 indústrias do estado e atende ao Polo Petroquímico do Sul. A segunda agenda do grupo foi na Braskem, onde visitou 15 laboratórios de Inovação do Centro de Tecnologia e Inovação empresa, localizado no polo petroquímico de Triunfo.

Esta visita foi extremamente qualificada. O local possui uma tecnologia de ponta para atender às demandas do setor de Plásticos no Brasil e no mundo. Foi uma oportunidade única para despertar nos empresários a busca de novas fronteiras de negócios no Espírito Santo“, destacou o superintendente do Sindiplast-ES, Agostinho Miranda da Rocha.

No Instituto Senai de Inovação de Engenharia de Polímeros, os empresários foram apresentados a projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de polímeros. O instituto conta com infraestrutura e equipamentos modernos, com capacidade para atender às mais diversas demandas tecnológicas e atua como indutor de inovação na indústria brasileira, oferecendo pesquisa, desenvolvimento e inovação; educação profissional e tecnológica; consultoria em processo produtivo; entre outros serviços para o setor de Plásticos.

A missão empresarial finalizou com a visita à Fitesa – especializada no fornecimento de materiais para os mercados higiênico, médico e industrial. Lá, os empresários puderam conhecer processos e práticas gerenciais que garantiram o reconhecimento da empresa como a multinacional brasileira mais internacionalizada pelo Ranking FDC das Multinacionais Brasileiras.

Vimos aqui o Brasil que dá certo, que gera empregos, renda, impostos e divisas para nosso País. O Grupo Évora é um grupo familiar que tem capital 100% brasileiro e está em várias partes do mundo. Inspiração em tecnologia, inovação e gestão“, ressaltou o presidente do Sindiplast-ES, Gilmar Régio, após a visita.

O Programa de Qualificação das Indústrias do Plástico (PQIP) atua em dimensões que envolvem gestão empresarial e técnica, estratégias de inovação, relações com o mercado e clientes e orientação ao crédito, com cursos sobre Planejamento Estratégico, oficina de indicadores, controle financeiro, missão técnica, entre outras ações. Oito micros e pequenas empresas do setor de Plásticos do Estado participam atualmente do programa: Agrofit, BigFlex, Duralevi, Fibravit, Grupo Z Maifredo, PS Cavalcante, RBA Toplastic e Plasvit.

Fonte: Sindiplast Es

Deixe uma resposta


Top