Você está em
Home > Notícias > FATURAMENTO DO GRUPO ZANATTA AUMENTA QUASE 40% NO SEMESTRE

FATURAMENTO DO GRUPO ZANATTA AUMENTA QUASE 40% NO SEMESTRE

 

OFERECEMOS FABRICAÇÃO DE MOLDES E ESTAMPOS

 

Faturamento do Grupo Zanatta aumenta quase 40% no semestre

 Formado pelas indústrias Canguru e Imbralit, grupo projeta receita de R$ 350 milhões no ano

A morosa retomada macroeconômica do país não é suficiente para frear o crescimento do Grupo Jorge Zanatta. Composto pela fabricante de embalagens flexíveis, Canguru, e pela Imbralit, produtora de caixas d’agua e telhas de fibrocimento, o grupo empresarial apresenta resultados sólidos no primeiro semestre do ano, consequência de estratégias de venda diferenciadas, oportunidades logísticas e investimentos em inovação.

O faturamento de R$ 146 milhões nos seis primeiros meses deste ano representa 38% a mais do que foi acumulado no primeiro semestre de 2017. Já o Ebitda apresentou crescimento de 23% em relação ao segundo semestre de 2017. “Os resultados poderiam ter sido melhores e foram afetados negativamente pela greve dos caminhoneiros, que contribuiu com uma perda não recuperável de aproximadamente R$ 8 milhões em receitas no semestre”, afirma Leandro Buciani, Chief of Restructuring Officer (CRO) do Grupo Zanatta.

Há dois anos no cargo, Buciani é o gestor indicado pela Corporate Consulting no processo de reestruturação do tradicional grupo, que neste ano completou 48 anos. “Após dois anos de gestão renovada as empresas partem para disputar as lideranças dos mercados que atuam, iniciando planos de investimento para sustentar o crescimento”, diz Luis Alberto Paiva, presidente da consultoria, responsável por assessorar o grupo durante este processo de reestruturação.

As empresas

Em julho, a Imbralit fechou com recorde de faturamento. Desde janeiro deste ano a empresa, posicionada entre os cinco principais produtores de fibrocimento no Brasil, tem investido na diversificação logística (rodoviária, ferroviária e marítima) para conquistar novos mercados.

A ação aumentou em quatro vezes as entregas para mercados em que a empresa não atuava anteriormente, gerando uma economia significativa nos custos de fretes e um índice menor de avarias no produto quando comparado ao rodoviário, por exemplo.

Diferenciais como entrega rápida e o domínio total da tecnologia de fabricação de telhas de fibrocimento sem amianto e a garantia única de dez anos oferecida ao consumidor final foram trunfos usados pela equipe comercial para a empresa retomar a liderança do mercado da região Sul. “A qualidade das nossas telhas está certamente entre as melhores do mercado”, afirma João Batista Cargnin, diretor industrial da Imbralit.

Já a Canguru fechou importantes contratos e projeta crescimento de 50% nas vendas do 2º semestre em relação ao 1º semestre de 2018.

O primeiro semestre foi marcado pela conquista da certificação internacional BRC/IOP, da associação britânica British Retail Consortium, que eleva o padrão de qualidade, segurança e operação na sua linha de produção, assim como o investimento em uma nova máquina de acabamento de embalagens que oferecerá performance individual até 100% superior ao maquinário já existente, e que será mantido, da companhia. “Tais ações deram ainda mais confiança aos nossos clientes para que direcionassem um volume maior de compras conosco”, afirma Buciani.

Outra importante conquista da Canguru foi o reconhecimento por parte de um grande cliente, uma multinacional fabricante de produtos de higiene e beleza, que concedeu à empresa o prêmio de melhor fornecedor de embalagens flexíveis da América Latina.

A partir de outubro o Grupo Zanatta iniciará uma nova e importante fase de seu planejamento estratégico, dedicada a desmobilização de ativos não operacionais. Espera-se que até R$ 100 milhões sejam levantados e servirão para reduzir os níveis de endividamento, novos investimentos e incremento de capital de giro das empresas.

Fonte: Comunicare

 

Deixe uma resposta


Top