Você está em
Home > Notícias > FIRJAN DESTACA ALTA DAS EXPORTAÇÕES DE METALURGIA EM 2022

FIRJAN DESTACA ALTA DAS EXPORTAÇÕES DE METALURGIA EM 2022

Recomendamos: Kit de Pontas e Brocas Bosch

Boletim Rio Exporta da Firjan destaca alta das exportações de metalurgia em 2022 

De janeiro a março, setor teve alta de 68%, reflexo no incremento de 581% nas exportações de produtos laminados planos de ferro ou aço.

O estado do Rio teve superávit de US$ 2,8 bilhões entre janeiro e março de 2022 e a corrente de comércio fluminense cresceu 42%, totalizando US$ 16,2 bilhões (US$ 9,5 bi em exportações + US$ 6,7 bi em importações). Assim, permanece como segundo player com maior participação na corrente de comércio brasileira, atrás de São Paulo.  

Nas exportações fluminenses, o destaque foram os produtos básicos: alta de 41% no ano. Entre as indústrias, os 10 principais setores exportadores fluminenses registraram expansão no período, com destaque para a Metalurgia, com alta de 68%, reflexo do incremento de 581% nas exportações de produtos laminados planos de ferro ou aço e de 44% nas vendas de produtos semimanufaturados de ferro ou aço.

Henrique Carneiro, proprietário da Metalúrgica Vulcano, em Barra Mansa, no Sul Fluminense, explica que houve um encolhimento nas exportações chinesas de aço, o que facilitou o escoamento da produção do Ocidente, fenômeno usufruído pelas grandes companhias. “Para as pequenas empresas, o comércio exterior tem se mantido estável, comparável a 2021, como no caso da Vulcano, que tem os mercados de petróleo e gás e de construção civil entre os principais clientes”.

As importações fluminenses também apresentaram alta, de 41%, no acumulado anual até março. A indústria de petróleo e gás se destacou e cresceu 225% frente ao mesmo período do ano anterior, consequência do incremento de 165% nas compras fluminenses de gás natural liquefeito.

Já as compras de produtos químicos subiram 29% no período analisado. “É um reflexo das importações degás natural liquefeito, principalmente para as termelétricas e como fonte de energia para o maquinário das indústrias.A compra de gás mais que dobrou e passou a ser feita dos Estados Unidos”, esclarece Giorgio Luigi Rossi, coordenador da Firjan Internacional.

Nas exportações exclusive petróleo, a alta foi de 49%, com os EUA permanecendo como o principal mercado. Entre os 10 maiores compradores, cinco são latino-americanos. Houve crescimento de 51% nos embarques para países da Aladi e 28% para o Mercosul. Nas importações exclusive petróleo, o incremento foi de 28%, novamente tendo os EUA como principal parceiro.

Entre as áreas econômicas, o USMCA (bloco EUA, Canadá e México) permaneceu como maior origem das importações. As compras de produtos incluídos na Lista Covid-19 subiram 20%, sendo os principais produtos “Outras máquinas e aparelhos mecânicos com função própria”.

Dados completos em: www.firjan.com.br/rioexporta

Assessoria de Imprensa da Firjan / Aurélio Gimenez em 07/06/2022

Top