Você está em
Home > Notícias > PLÁSTICO VERDE DA BRASKEM SERÁ UTILIZADO PELA PRIMEIRA VEZ EM EMBALAGENS DE AÇÚCAR REFINADO

PLÁSTICO VERDE DA BRASKEM SERÁ UTILIZADO PELA PRIMEIRA VEZ EM EMBALAGENS DE AÇÚCAR REFINADO

Açúcar Caravelas apresenta novas embalagens de Plástico Verde

Matéria-prima renovável da Braskem é utilizada pela primeira vez neste segmento

O Plástico Verde, da Braskem, será utilizado pela primeira vez em embalagens de açúcar refinado no Brasil. A pioneira na utilização será a Açúcar Caravelas, uma das mais importantes empresas do país neste segmento. A matéria-prima 100% renovável será aplicada nas embalagens do açúcar refinado e cristal. Os produtos estarão disponíveis para venda a partir de outubro.

Atualmente, a marca Caravelas consome mensalmente 140 toneladas de embalagens e será a única do segmento que tem no seu ciclo produtivo a cana-de-açúcar do início ao fim. O consumidor poderá identificar as novas embalagens a partir do selo “I’m greenT“, visível na frente do produto. O selo é a identificação da Braskem para embalagens feitas com Plástico Verde.

A sustentabilidade é um pilar essencial na nossa empresa, até por conta do processo produtivo do nosso produto. Enquanto a inovação e o pioneirismo estão diretamente ligados ao posicionamento da nossa marca: Pelo Sabor do Novo. Neste sentido, o Plástico Verde é uma importante iniciativa que consegue responder de maneira efetiva a todas essas demandas, trazendo uma importante novidade para todo o segmento“, afirma Javel Colombo, diretor comercial da Usina Colombo, produtora do Açúcar Caravelas.

Para a Braskem, que monitora constantemente o mercado, o lançamento está alinhado ao propósito da companhia de buscar soluções para seus clientes e melhorar a vida das pessoas por meio da química e do plástico. “Há uma preocupação crescente de empresas na adoção de soluções inovadoras e de menor impacto ambiental. O Plástico Verde é o material que se encaixa nos atributos que a Caravelas busca para seus produtos: inovação e respeito ao meio ambiente“, afirma Gustavo Sergi, diretor de Químicos Renováveis da Braskem.

O Plástico Verde da Braskem além de ser 100% reciclável, captura e fixa 3,09 toneladas de CO2 da atmosfera para cada tonelada de resina de origem renovável produzida, colaborando para a redução da emissão dos gases causadores do efeito estufa. O produto apresenta também as mesmas características do polietileno tradicional e pode ser reciclado na cadeia já existente.

A transformação da resina verde para a embalagem sustentável é feita pela Zaraplast, líder em soluções de embalagens flexíveis, que desde o início é parceira da Caravelas na criação de todos os produtos. “Estamos felizes de sermos parceiros em mais um projeto. Como fornecedores de embalagens flexíveis há 50 anos, temos notado que a cada dia os consumidores buscam produtos que ofereçam soluções mais sustentáveis e conseguir unir a matéria-prima renovável da Braskem, a nossa expertise em transformação e o produto da Caravelas foi gratificante“, comenta Eli Kattan, diretor da Zaraplast.

Sobre a Braskem
Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e faturamento de R$ 55 bilhões em 2016. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Fonte: CDN Comunicação        imagem/Braskem

 

Deixe uma resposta


Top