Você está em
Home > Notícias > TENDÊNCIAS DO MERCADO E LINHAS DE CRÉDITO SÃO APRESENTADAS A INDÚSTRIA DO SETOR PLÁSTICO

TENDÊNCIAS DO MERCADO E LINHAS DE CRÉDITO SÃO APRESENTADAS A INDÚSTRIA DO SETOR PLÁSTICO

 

Seminário é um desdobramento do planejamento estratégico setorial do setor com destaque para design, inovação e sustentabilidade

Empresários e profissionais do setor plástico ampliaram seus conhecimentos sobre linhas de crédito, design, inovação, sustentabilidade e tendências que impactam as relações de consumo. O conteúdo qualificado foi apresentado no Seminário Setorial de Plástico, promovido pelo Sistema FIRJAN, no Rio de Janeiro.

Vinicius Martini, representante do Grupo Martiplast, fabricante de utilidades domésticas em Caxias do Sul (RS), mostrou como o design possibilitou o crescimento da empresa. Conhecer amplamente o mercado – clientes, concorrentes, fornecedores e exemplos internacionais – foi o ponto de partida, segundo Martini.

Esse conhecimento possibilita entender o cenário, as novas tendências de consumo e comportamento e as demandas das novas gerações. Procurar referências em setores semelhantes se torna um diferencial. No nosso caso, olhar para os segmentos moveleiros e de alimentos foi essencial”, apontou.

O empresário gaúcho também destacou o processo de criação colaborativa junto aos clientes, possibilitando o desenvolvimento de novos produtos: “Além disso, é preciso entender que design não é apenas estética, tem a ver com a experiência do consumidor e a funcionalidade”. 

Planejamento

Vice-presidente do Simperj, Marcelo Oazen explicou que o seminário, que ocorreu no último dia 22, é um desdobramento do planejamento estratégico setorial, desenvolvido este ano pela Federação em conjunto com o Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro (Simperj) e empresas do setor.

Ele comentou sobre as ações desenvolvidas pelo sindicato, entre elas uma maior aproximação com as escolas do setor de Plástico do SENAI, em Duque de Caxias e Três Rios, e a constante participação em feiras nacionais. Já o presidente do sindicato, José da Rocha Pinto, destacou que “a parceria com a FIRJAN tem papel de destaque no fortalecimento do setor e do sindicato”.

Os empresários também conheceram as oportunidades para inovação do Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). José Caros Pinto, diretor executivo do Parque, convidou os participantes a conhecerem o local e o trabalho desenvolvido. “Já temos 72 empresas instaladas, sendo 55 de pequeno ou médio porte. Nosso objetivo é ajudar a transferir os conhecimentos da produção científica da academia para a indústria, de modo a desenvolver o estado do Rio e o país”, destacou o diretor. 

Sustentabilidade e tendências

Presidente da Plastivida, Miguel Bahiense detalhou como consumir e descartar corretamente produtos plásticos. Para ele, é necessário saber como se relacionar com os produtos ao fim de sua vida útil: “Descartar de modo irresponsável é o que causa uma fama equivocada do setor”.

Carol Fernandes, especialista do Sistema FIRJAN, apresentou as macrotendências que refletem as novas relações de consumo e impactam no setor. Para ela, é preciso estar atento a essas tendências para enxergar novas oportunidades de negócios ou produtos. 

Acesso a crédito

Gerente da FIRJAN Internacional, Pedro Spadale apresentou aos empresários o Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC). “A iniciativa é um programa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) adotado recentemente pela Federação e consiste na oferta de serviços padronizados de orientação, capacitação, assessoria e consultoria ao crédito, com objetivo de aproximar demanda e oferta do recurso”, esclareceu Spadale, que também é o responsável pelo Núcleo na FIRJAN. Na ocasião, representantes da Caixa Econômica Federal, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio) apresentaram suas linhas de créditos aos empresários fluminenses.

Fonte: Assessoria de Imprensa Firjan

Deixe uma resposta


Top