Você está em
Home > Notícias > EVONIK BUSCA GERAR VENDAS ADICIONAIS: 350 MILHÕES DE EUROS ATÉ 2030

EVONIK BUSCA GERAR VENDAS ADICIONAIS: 350 MILHÕES DE EUROS ATÉ 2030

Com soluções para a circularidade do plástico,
a Evonik busca gerar vendas adicionais de, no mínimo, 350 milhões de euros, até 2030

A Evonik está agrupando as suas atividades relacionadas à circularidade dos plásticos em um programa global. Como parte da transição para uma economia circular, a empresa oferece a seus clientes soluções para todos os estágios da cadeia de valor dos polímeros. Aditivos e tecnologias da Evonik deixam as reciclagens mecânica e química mais eficientes e, dessa maneira, melhoram a disponibilidade de plásticos circulares. A empresa também aumentará o uso de matérias-primas sustentáveis de fontes circulares em seus próprios processos de produção. No geral, a Evonik espera que seu programa global de plásticos circulares gere vendas adicionais de mais de 350 milhões de euros ao ano até 2030.

O uso cauteloso dos recursos e a proteção do clima nos fazem avançar na direção da economia circular”, disse Harald Schwager, VP da diretoria executiva da Evonik e responsável por inovações na empresa. “Temos a capacidade de inovação para criar novos ciclos de materiais com menos insumos de origem fóssil e cada vez mais matérias-primas circulares. Pretendemos aproveitar esse potencial”.

Mais de 350 milhões de toneladas de plásticos são produzidos no mundo a cada ano. No entanto, somente uma pequena fração desse total é reciclada. Com seus aditivos e soluções, a Evonik possibilita a transformação para uma economia circular com aplicações plásticas sustentáveis. E isso com qualidade e custo competitivo.
Estamos trabalhando em estreita cooperação com nossos parceiros ao longo de toda a cadeia de valor do polímero para fazer isso acontecer”, disse Lauren Kjeldsen, responsável pelo programa global de plásticos circulares da Evonik. “A inovação é a chave do sucesso”.

Na reciclagem mecânica, os plásticos são separados, preparados e lavados antes de serem derretidos e granulados em forma de material reciclado. Esse procedimento é adotado sobretudo no setor termoplástico e, em um processo similar, para pneus descartados. Os especialistas da Evonik estão trabalhando para ajudar os recicladores a melhorar significativamente a eficiência e a qualidade dos processos. Por exemplo, surfactantes customizados são usados para garantir que as etiquetas dos produtos possam ser removidas com rapidez e sem deixar resíduos, enquanto antiespumantes simplificam os processos de lavagem e agentes desidratantes economizam energia e tempo em secagens subsequentes. Ainda outro foco é a redução do odor dos reciclados. Os aditivos especiais da Evonik podem aumentar em cerca de 5% a quantidade de materiais reciclados reusáveis de alta qualidade. A Evonik planeja oferecer essas soluções para cerca de 400.000 toneladas de plásticos recicláveis até 2025.

A empresa também está desenvolvendo diversas tecnologias de reciclagem química para resíduos plásticos que não podem ser reciclados de forma mecânica. Nesse caso, as cadeias poliméricas são separadas a fim de obter unidades estruturais para a produção de novos plásticos. Por exemplo, a Evonik atualmente trabalha no desenvolvimento de um processo para facilitar a reciclagem de resíduos de polietileno tereftalato (PET) com alto nível de contaminação. Novas moléculas para aplicações altamente sofisticadas podem ser obtidas por meio de metanólise.

Outro método de reciclagem química é a incineração controlada de resíduos plásticos para produzir óleos de pirólise ou gases de síntese. A Evonik oferece tecnologias modernas que contribuem para o aumento da eficiência desses produtos. Alguns exemplos são aditivos, catalisadores e membranas para o processamento de gases. Esses óleos de pirólise e gases de síntese podem ser usados como matéria-prima na produção de plásticos.

Todos esses processos têm uma coisa em comum: seu objetivo é substituir, sempre que possível, recursos de origem fóssil como o petróleo, evitar a geração de resíduos e minimizar as emissões de dióxido de carbono.

A Evonik é uma das líderes mundiais em especialidades químicas. A empresa atua em mais de 100 países em todo o mundo .

Fonte: Via Pública Comunicação

Entrevista com Lauren Kjeldsen, sobre o Programa Global de Plásticos Cirulares da Evonik:
https://corporate.evonik.com/en/media/press-releases/corporate/evonik-aims-to-generate-additional-sales-of-at-least-350-million-by-2030-with-solutions-for-circular-155528.html


Deixe uma resposta


Top