Você está em
Home > Moldes > TABELAS DE REFERÊNCIA EM AÇOS PARA FABRICAÇÃO DE MOLDES

TABELAS DE REFERÊNCIA EM AÇOS PARA FABRICAÇÃO DE MOLDES

 

Tabelas de referência em aços para fabricação de moldes de injeção plásticos

 

 

Tabela tipos de aço para fabricação de moldes

 

 

 

 

Tabela de Escala de polimento 

Tabela apresenta relação dos Tipos de polimento mais utilizados / Campos de aplicação / Rugosidade

 

Tabela de Classificação AISI Aços- Ferramenta

 

Principais famílias de Aços Ferramenta:

Aços para trabalho a frio: utilizados em ferramentas de corte e conformação a frio, moldes cerâmicos, punções, etc. => AISI S1, O1, D2, D6.

Aços para trabalho a quente: utilizados em matrizes de forjamento, extrusão de metais não ferrosos, moldes de injeção de polímeros, etc. => AISI H11, H12, H13, H20, DIN 1.2714.

Aços para Moldes: utilizados em cavidades de moldes para injeção de polímeros, com propriedades de polimento e texturização. => AISI P20, AISI 420 (Inoxidável).

Aços Rápido: utilizados em ferramentas de corte por remoção de cavaco. => AISI M2, M7, M35, M42

As composições químicas são normatizadas  entretanto, os fornecedores  utilizam variações em torno da norma com  objetivo de melhorar  as propriedades do Aço em alguma direção. É necessário observar corretamente a sua aplicação desejada, para fazer a melhor escolha.

 

Tabela de Composição dos principais Aços ferramentas (% em massa)

 

Tabela com Efeito dos elementos de liga nas características do Aço

 

 Tabela de Composições químicas e carbonos equivalentes dos metais base e de adição

MB — Metais base Aço P20 e VP 50IM

A soldagem de uma superfície a ser texturizada deve ser feita usando metal de adição similar ou com conteúdo de carbono (C) levemente menor que o do MB, e a região soldada deve ficar com dureza similar à do MB. O pré-aquecimento ao redor da área ajuda a minimizar as diferenças de dureza entre o MB e o MS .

Na Tabela  são mostradas as composições químicas dos materiais de base e de adição mencionados acima, e os correspondentes valores de carbono equivalente, que é um indicador da temperabilidade do material.

Principais características do AISI P20

Fornecido já beneficiado na Dureza de utilização – com Dureza razoavelmente uniforme – Boa usinabilidade  – Muito boa polibilidade – Indicado para textura ou cromagem – Ótima resposta a nitretação, sem perda da dureza original – Razoável facilidade de reparo ou solda.

 

Tabela com parâmetros utilizados para soldar Aço H13

 

Tabela orientativa para seleção de Aços, Tratamentos térmicos e Tratamentos de superfícies

TERMOS USADOS NA TABELA OBSERVAÇÕES

A tabela indica, em alguns quadros, números que têm a explicação como segue:

(1) Trata-se do padrão convencional, em que a seleção de aço, tratamento térmico e de superfície seguem o senso comum, sem considerações quanto a requisitos especiais;

(2) Por “produção desejada”, entenda-se a produção necessária e suficiente para cumprir o contrato com o cliente final, nem mais, nem menos. Como regra geral, define-se “baixa produção” como algo menor do que 100.000 peças, “média produção” entre 100.000 e 1.000.000 de peças e “alta produção”, acima de 1.000.000 de peças;

(3) A noção de abrasividade alta ou baixa de um polímero é conhecimento comum para o profissional que atua com polímeros. De um modo geral, quanto maior a quantidade de “carga” no polímero, maior a abrasividade;

(4) A tabela foi construída para indicar o AÇO a ser utilizado, o tratamento térmico recomendado (T.T.), e o tratamento de superfície mais indicado para a situação em questão (T.Sup.).

(5) A indicação (op) indica “opcional”, ficando a critério do usuário decidir pela aplicação, em função das condições de produção;

(6) A sigla “PH” refere-se a “Precipitation Hardening” , classe de aços que sofrem endurecimento por processo de precipitação. Bastante vantajoso em relação à têmpera, por reduzir, muito, as deformações;

(7) Dados mais detalhados quanto à têmpera em vácuo podem ser encontrados nesse trabalho;

(8) Quando o tratamento de superfície indica duas opções, significa que ambos podem ser utilizados, ficando a cargo do projetista a escolha em função das características do projeto em questão;

(9) Para que o aço inoxidável martensítico AISI 420 seja resistente à corrosão, o tratamento de têmpera é MANDATÓRIO;

(10) A siga ESR refere-se à “Eletro Slag Remelting”, processo de fabricação de aço que confere grande sanidade interna, favorecendo a polibilidade;

(11) Estes aços são fornecidos no estado pré- beneficiado. Fonte: www.itarai.com.br

 

Tabela com valores de temperatura utilizadas na têmpera dos principais Aços ferramentas

 

Tabela de orientação dos aços recomendados para moldes de injeção

 

 

Além de Aços ainda a utilização do AMPCOLOY®, que são Ligas de Alta Condutibilidade

www.ampcometal.com/pt/br

AMPCO METAL BRASIL

EndereçoEstr. Dona Francisca, 8400 – Galpão 02 – Centro (Pirabeiraba), Joinville – SC, 89219-600

Artigo relacionado:

TESTE COMPARATIVO DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA ENTRE H13 E Ampcoloy

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta


Top